Mensagens

Fim

Imagem
O Andebol Salto alto chega ao fim. Quem sabe, um dia, regressaremos, mas a nossa decisão é de terminar este projeto que tanto nos entusiasmou e agitou o andebol feminino em Portugal.

O Andebol Salto Alto surgiu para fazer uma minuciosa cobertura do andebol feminino em Portugal. Fizemos um acompanhamento do campeonato como nunca havia sido feita em Portugal, divulgámos o andebol feminino em Portugal. Infelizmente, as ameaças sucedem-se e aquilo que queríamos que fosse algo que contribuísse para promover e engrandecer o andebol feminino no nosso país, para alguns era visto como uma ameaça aos poderes instalados e não queremos continuar neste clima.

Agradecemos a todas as jogadoras e treinadores pela disponibilidade sempre demonstrada para contribuirem com as suas palavras para o nosso blog. Agradecemos a todos os clubes, com excepção do Madeira Sad e Maiastars, os únicos que nunca mostraram abertura para que as suas atletas falassem. É irónico que as duas caras fortes desses dois clube…

2 semanas de pausa

Imagem
O Andebol de Salto Alto irá parar por 2 semanas. Precisamos de algum tempo para tratar de algumas questões importantes do blog, questões jurídicas e também relacionadas com o financiamento do mesmo para tornar este projeto sustentável.

Têm sido meses em que procuramos dar uma visibilidade ao andebol feminino como nunca foi dado em Portugal. Acompanhamento de todos os jogos da 1ª divisão, com análises tácticas e técnicas, com a criação do 7 da jornada, da MVP e com entrevistas a quem mais se destaca. Nada de copy pastes de resultados nem de análises. Tudo criação nossa, um trabalho que felizmente tem merecido a confiança dos leitores e os números são absolutamente impressionantes. ultrapassando já as 300 mil páginas vistas.

É isso que nos dá força para continuar. E é por isso que pararemos 2 semanas, para podermos reorganizar-nos internamente e continuar com a qualidade do Andebol Salto Alto que sempre vos habituámos. Obrigado a todos pela vossa fidelidade ao nosso Blog!

Entrevista a Bárbara Ferreira

Imagem
Créditos da foto: Nuno Fonseca


Bárbara, tem sido uma das figuras do Cale neste arranque de época. Está contente com o seu desempenho nestes primeiros jogos?
Sim claro, estou contente com o meu desempenho porque trabalho para isso e em todos os jogos dou meu melhor de forma a ajudar a equipa a alcançar os objetivos pretendidos.
O Cale tem apenas 1 vitória mas também tem apenas 4 jogos disputados e a equipa tem produzido boas exibições. Esperava um Cale assim competitivo, depois de saídas de jogadoras tão importantes?
Acreditei sempre na minha equipa, apesar de termos perdidos 2 excelentes jogadoras nao deixamos de demonstrar a nossa garra e entrega em todos os jogos. O cale sempre nos transmitiu o valor da palavra lutar e nunca damos um jogo como perdido.
O Cale utiliza com frequência a substituição de uma Guarda-redes por uma jogadora de campo. A Bárbara tem que correr mais do que o habitual, sente mais cansaço depois dos jogos devido a …

7 ideal da semana e MVP - Mihaela Minciuna

Imagem
Apenas uma nota. Por vezes, fazemos algumas adaptações às posições, mesmo que a jogadora em causa não tenha jogado nessa posição, mas sendo uma posição onde ela por vezes também joga.
Guarda-redes: Ana Ursu (Maiastars)
Ponta-esquerda: Carolina Gomes (Sir 1º de Maio)
Lateral esquerda: Mihaela Minciuna (Maiastars)
Central: Cláudia Correia (Alavarium)
Lateral direita: Miriam Almeida (Sir 1º de Maio)
Ponta direita: Francisca Marques (Juve Lis)
Pivot: Helena Soares (Colégio de Gaia)

Telma Amado: "Jogar andebol no estrangeiro foi a melhor experiência da minha vida"

Imagem
Telma foi uma das jogadoras portuguesas que esteve no estrangeiro. Porque decidiu regressar?
A oportunidade de jogar andebol no estrangeiro, a um nível profissional, foi de longe a melhor experiência da minha vida, e decidir terminar a minha passagem nesse mundo foi difícil, mas também já estava na altura de regressar a casa, para junto da família e propor-me a novos objetivos.
Qual a diferença da realidade islandesa e da portuguesa, no que ao andebol feminino diz respeito?
A diferença ainda é muita, e mais, o campeonato Islandês não se assume totalmente como profissional, a maioria das atletas também estudam e trabalham. As diferenças estão sobretudo na predisposição para treinar e no trabalho individual de cada atleta, em Portugal ainda trabalhamos muito para o Q.B. Mas conhecendo as duas realidades também sei que é muito difícil com o nosso estilo de vida conseguir os mesmos resultados, porque em Portugal estudamos mais horas, porque em Portugal trabalhamos mais horas, porque em Por…

Análise da semana

Imagem
Foi um fim-de-semana recheado de jogos, com alguns bem interessantes e com um duelo entre as duas únicas equipas que apenas registavam vitórias na competição. Inevitavelmente, esta análise tem que começar por esse escaldante Madeira Sad- Colégio de Gaia que terminou empatado.
O Madeira Sad entrou melhor no jogo mas o momento chave do jogo foi aos 14 minutos. Nessa altura, as madeirenses venciam por 4 golos de diferença quando Paula Castro pediu um desconto de tempo, alterou a defesa para uma marcação individual a Mónica Soares e logo a seguir Sara Gonçalves é desqualificada directamente. O jogo equilibrou-se a partir dessa altura, com o Colégio de Gaia, sem abdicar dos seus contra-ataques apoiados, a ser mais paciente no ataque. Na segunda parte, a entrada de Joana Resende deu um maior poder de fogo à primeira linha gaiense que conseguiu estar a vencer já muito perto do final, mas com apenas 4 jogadoras em campo não conseguiram evitar cometer um livre de 7 metros a escassos segundos …

Soraia Fernandes: “Devo ao Ulisses Pereira parte do que sou hoje”

Imagem
Soraia Fernandes é a atual líder do ranking oficial MVP da FAP. Não nos surpreende porque no início da época considerámo-la uma das mais decisivas jogadoras do campeonato. É uma surpresa para si liderar o ranking?
Claro que sim, é sempre uma boa surpresa saber que, estatisticamente, estou a liderar. O campeonato ainda agora começou, mas espero fazer o melhor para continuar num bom patamar, dado a qualidade de muitas jogadoras atualmente no nosso campeonato, especificamente na minha posição.
A Soraia certamente leu a análise que fizemos no início da época quando a considerámos a estrela do Alavarium. O que concorda e discorda dessa nossa análise?
Sim, li a análise que me fizeram, e sim concordo com tudo o que foi referenciado. Sei que tenho os meus pontos fortes e os meus pontos fracos, mas estou focada no objetivo de melhorar os fracos e reforçar os fortes. Realço aqui o facto de estarem a fazer um trabalho que acho extremamente produtivo para o andebol feminino.
A Soraia é uma das pouc…